NOTÍCIAS

Condomínio Invadido - Ladrões se passaram por funcionários de TV a cabo, em Santos


sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

First slide

Bandidos fingem ser funcionários de TV por assinatura e invadem condomínio de luxo em SP


Crime aconteceu em um edifício de luxo em Santos, no litoral


Bandidos se passaram por funcionários de uma operadora de TV por assinatura para roubar um apartamento em um prédio de luxo em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo informações da polícia divulgadas nesta quarta-feira (12), o morador e a empregada foram amarrados e ficaram sob a mira dos criminosos, que conseguiram fugir. Até o momento, ninguém foi preso.


O apartamento fica em um prédio na Rua Elói Fernandes, no bairro Boqueirão. O crime começou pelo telefone, quando foi oferecido para o morador um pacote de serviços que incluía internet e uma linha de telefone fixo que, supostamente, estaria em promoção. Interessado, o morador agendou uma visita.


Vestidos como funcionários da TV por assinatura, os assaltantes chegaram ao edifício e, após serem anunciados pelo porteiro, tiveram acesso aos apartamentos sem problemas. Quando o morador abriu a porta, os falsos funcionários anunciaram o assalto.


Morador e empregada foram amarrados e os assaltantes conseguiram fugir levando jóias e uma quantia em dinheiro. Como estavam uniformizados, eles não levantaram suspeita. A ocorrência foi registrada no 7º DP de Santos mas, até o momento, ninguém foi preso. De acordo com a polícia, imagens de câmeras de monitoramento podem ajudar a identificar os suspeitos.



Fonte: https://g1.globo.com


AVISO:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.