NOTÍCIAS

Polícia faz operação para coibir 'bocas de fumo', tráfico e roubo em condomínio de Porto Velho


quinta-feira, 8 de dezembro de 2018

First slide

Vinte policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, foram às ruas em Porto Velho para frear crime de tráfico de drogas no Residencial Orgulho do Madeira.


Na segunda fase da Operação "Orgulho Mais Seguro II", deflagrada na tarde de sexta-feira (7), foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão. A ação aconteceu após a corporação receber denúncias anônimas de que no local estariam funcionando diversas bocas de fumo.


Conforme a 8ª Delegacia de Polícia Civil da cidade, três suspeitos foram conduzidos à polícia. Dois deles acabaram sendo autuados em flagrante: uma por tráfico de drogas e a outra por porte de arma de fogo. O terceiro suspeito foi encaminhado à delegacia por posse de drogas.


Por meio de comunicado, o delegado responsável pelas investigações informou que a Polícia Civil segue atuando no residencial não só para coibir o tráfico de drogas, mas também contra crimes ao patrimônio, como roubo, furto e receptação.


Há um mês, ao menos 12 mandados de busca, apreensão e prisão no condomínio habitacional foram cumpridos. Durante a primeira fase da ação policial, um casal chegou a ser preso com um pé de maconha.


First slide

A ação contou com o apoio de delegacias como Patrimônio, Homicídios, Departamento de Investigação de Narcóticos (Denarc) e de Furtos e Roubos da capital.


Foram cumpridos dois mandados de prisão contra um homem acusado de tráfico de drogas. Segundo a polícia, ele também é suspeito de expulsar uma moradora do local e ficar com o apartamento e os bens dela.



Fonte: https://g1.globo.com


AVISO:

O conteúdo exibido nesta seção é gratuito, e apresenta caráter meramente informativo. O Portal SíndicoNet não se responsabiliza pelo conteúdo, nem pelas decisões baseadas nas opiniões e recomendações contidas nesta seção. Assim, o Portal SíndicoNet se exime de qualquer responsabilidade pelos eventuais danos ou prejuízos, de qualquer natureza, que possam decorrer da utilização deste conteúdo, por qualquer meio ou processo, e para quaisquer fins. Em caso de dúvidas, é indispensável a consulta a um advogado ou especialista.